quarta-feira, 31 de julho de 2013







Por medo de despedidas, por muitas vezes parto sem dizer adeus.
Apesar de fingir que não me importo, não teve um dia que não pensasse em cada pessoa que deixei pra trás.
Talvez, se não tivesse tanto medo de felicidade, não estivesse me afogando nas próprias mágoas.






Nenhum comentário :

Postar um comentário

Back to Top