terça-feira, 20 de maio de 2014

Beni,

Eu decidi acabar com qualquer meio amor que sentia por você.
Nos tornamos meros desconhecidos. E confesso que ainda é um tanto quanto estranho pra mim ter que atravessar a rua ao invés de abrir aquele sorriso ao ver esses olhos.
Acho que não sou mais a mesma pessoa. Ou talvez o tempo não seja mais o mesmo.
Não consigo me lembrar o que aconteceu no dia anterior, a única recordação que me sobrou da mesma foram uma dose de falta, um porre de lembranças, e uma ressacada de dor. Como se fosse apagá-lo da memória por um instante.
Na quinta-feira, acordei com o reflexo do sol em meus olhos. Em meio ao silêncio enquanto refletia sobre tudo que havia acontecido há alguns meses atrás... peguei a carteira e traguei alguns cigarros, liguei o toca discos em Slide Away, do Oasis. Era a nossa música, lembra?

Dias atrás acordei em meio ao meu caos, e a primeira coisa que me veio à cabeça, foi seu rosto.
Devo ter sonhado contigo. Daqueles sonhos que quando tu desperta, até acha que foi real.
Fiquei pensando nisso por semanas, pensando se você estaria bem... se ainda pensa em mim.
As vezes acho que sou meio tola por pensar coisas assim... Tô aqui escrevendo pra ti sem nem mesmo saber se você lembra dos poucos momentos que passamos juntos.
Eu sempre acabo me arrependendo de não ter tido as coisas certas na hora certa.




E por medo de despedidas, eu parti sem dizer adeus.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

NO INSTAGRAM: @RUNFFE


Layout e design: Céu em Versos
CÉU EM VERSOS 2013 - 2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS