terça-feira, 10 de junho de 2014

Resenha: Marina


Uma obra de Carlos Ruiz Zafón, cheia de mistério, suspense, e romance.

{PhotoAlt}

Óscar Drai, é um jovem interno de um colégio de Barcelona de 15 anos. Óscar tinha um passatempo quando terminavam as aulas: passear pelas redondezas da cidade. E em uma dessas explorações, ele conhece Marina.
Marina o leva para explorar lugares no qual Óscar nunca tinha estado. Entre eles, um cemitério onde havia uma mulher que sempre visitava um túmulo sem nome.
Os dois então decidem seguir a tal mulher de rosto coberto, mas a carroça em que seguia era muito rápida e acabam a perdendo de vista. Acabam em uma espécie de estufa para plantas, nele encontraram um álbum com fotografias estranhas que fazem os olhos doer se olhadas por muito tempo, mas não puderam ver muita coisa pois algo estranho despenca em suas cabeças.

{PhotoAlt}

Após a estranha descoberta, as vidas de Óscar e Marina acabam nunca mais sendo as mesmas.
Um policial aposentado, um ex dono de uma fábrica de próteses e um médico contam suas histórias de vida ao lado do homem mais inteligente de Barcelona, que não queria nada além de ajudar pessoas deficientes ou com mutações, para que assim pudessem ser aceitas na sociedade.
Porém, em meio a essas histórias há algo que não se encaixa.

{PhotoAlt}

Minha opinião sobre o livro, não gostei! Gostei do começo da história, mas conforme chega à metade, a história começa a ficar complexa demais e nada se encaixa com nada. O livro começa contando uma história de romance/suspense e termina com muito mistério.
Mas há quem goste muito do livro e do autor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

NO INSTAGRAM: @RUNFFE


Layout e design: Céu em Versos
CÉU EM VERSOS 2013 - 2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS