terça-feira, 30 de setembro de 2014

Reescrevendo nossa história - Página três

{PhotoAlt}

Acho que nunca disse pra ele - pelo menos não diretamente – o quanto o amava. Obviamente eu nunca disse!
Ele era tão irritante que ia implicar com isso pra sempre. É, ainda bem que eu não disse…
Mas acho impossível que não tenha percebido! Impossível mesmo.
Eu ficava tão nervosa perto dele que chegava a falar umas coisas muito sem nexo. O tipo de coisa que me fazia pensar depois: por que eu disso isso e não aquilo, porra?
O tipo de coisa que, se tivesse dito diferente, daria outro rumo à história.
Mas sabe… talvez fosse pra ser assim mesmo. Ele lá e eu cá.
Eu sempre tento ver o lado bom disso tudo – se é que existe algum.
Como eu disse, eu tento não pensar nisso…
Pego a carteira de cigarros em cima do criado mudo, trago alguns cigarros… trago como se quisesse te trazer pra perto de novo.
Ligo o notebook, e a primeira coisa que faço é checar tudo pra ver se você deu algum sinal de fumaça… nada.
Abro o arquivo dos meus seriados…
Eu assisti esse seriado de fucking 9 temporadas 5 vezes. E todas as vezes eu lembrei de você. Era eu e você ali, Lucas e Peyton. Aquele dia no parque… aquele dia que eu te vi pela primeira vez, e te odiei todas as horas. Porque tu nunca tinha me visto na vida, mas parecia que me conhecia melhor que qualquer pessoa. Isso me irritava, me irritava muito porque eu nunca quis que as pessoas soubessem tanto ao meu respeito. Mas você sabia… e nem precisou conversar comigo tanto tempo pra conhecer meu ponto mais fraco, meus anseios…
Eu lembro há muito tempo que te escrevi uma carta – que nunca entreguei - com uma frase desse seriado, que dizia:

“Eu te dei o meu coração.
Isso é tudo que eu posso te dar.
E se isso não for o suficiente para você, então eu não sou suficiente para você.”

Eu queria ter te entregado, eu tava pronta pra isso.
Foi quando aconteceu… Mas eu nunca desejei o teu mal. Eu queria mesmo era que você fosse exatamente o que ela queria, e ela, exatamente o que você queria.
Sabe, tudo que eu não fui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

NO INSTAGRAM: @RUNFFE


Layout e design: Céu em Versos
CÉU EM VERSOS 2013 - 2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS