sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Que o amor, em todas as formas, seja aceito no mundo em que vivemos.

{PhotoAlt}

Uma das coisas que anda me intrigando muito, e que eu vejo acontecer constantemente, é a aceitação e principalmente o respeito em relação à homossexuais.
Há respeito quando um amigo, vizinho, ou conhecido assume a homossexualidade... mas e quando isso acontece no núcleo familiar? A coisa toma outro rumo!
Ao meu ver, isso é o resultado de um padrão posto pela sociedade, que faz com que a homossexualidade (ainda) não seja bem vista.
A homossexualidade não é uma opção.
Logo dizia Freud: Se a homossexualidade é representada como um mistério, isso também deveria caber à heterossexualidade. Nós nascemos bissexuais e aprendemos a ser hétero ou homossexual.

Muitos apreendem a homossexualidade como escolha, mas é questão é: por que uma pessoa escolheria ser discriminado, diminuído, e até mesmo maltratado por outras? É difícil acreditar, mas infelizmente isso acontece.
Se é uma opção, logo as pessoas escolhem gostar disso ou aquilo. Mas quem tem esse poder? Eu não escolho de quem vou gostar, você escolhe?

A homossexualidade não tem cura, justamente porque não é uma doença. Mas de fato, muitas pessoas acham que é uma doença, como se tivesse contraído algum mal, que, quem sabe pode até ser contagioso. A comunidade médica mesmo é unânime ao afirmar que orientação sexual NÃO É DOENÇA.

By the way, muitas mães de modo algum permitirão que seus filhos sejam felizes. Ou porque "as pessoas irão falar", ou porque isso "irá desestruturar a família". São por esses e outro motivos que vários pais não aceitam orientação sexual de seus filhos, demonstrando reações negativas quando descobrem que o filho é gay.
Isso acaba sendo o pior dos preconceitos, porque parte da família, que sempre protegeu, deu carinho e que você sempre achou que receberia apoio.
Mas há uma coisa que dificilmente as pessoas entendem: ninguém consegue mudar a orientação sexual. A insistência só fará com que a pessoa se sinta restringida perante a sociedade, o que não a tornará feliz.


O que o mundo precisa é de educação! Já é tempo de entender que homossexualidade não é uma influência, e que isso não passa.
Toda forma de amor é válida.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

NO INSTAGRAM: @RUNFFE


Layout e design: Céu em Versos
CÉU EM VERSOS 2013 - 2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS