segunda-feira, 3 de novembro de 2014

E essa sensação de história inacabada?

{PhotoAlt}

Eu lembro da primeira vez que prestei atenção em ti. Lembro que em meio a umas trinta pessoas, que convivia todos os dias, nunca tinha te visto ainda.
E foi engraçado ver aquele garoto que nunca tinha me visto querendo chamar a minha atenção, e fazendo umas brincadeiras azucrinantes.

Toda vez que te via, era como se arrancasse um pouquinho do que eu era, puxando lá dentro da alma.
Entende? Tu foi uma dessas pessoas que sendo brisa ou ventania, tu estaria por perto de um jeito ou de outro.
Eu gostei tanto de ti. Tanto, como tu nunca soube.
Será que seria egoísmo da minha parte desejar voltar há alguns meses atrás pra fazer um pouco diferente? Eu penso nisso sempre.
Eu deito a cabeça no travesseiro, e a primeira coisa que me vem à mente é aquele teu sorriso que me desmontava inteira.
Sinto falta, muita falta...


Quem sabe um dia eu te veja por aí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

NO INSTAGRAM: @RUNFFE


Layout e design: Céu em Versos
CÉU EM VERSOS 2013 - 2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS