quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

#2 Érico Veríssimo uma vez escreveu...

"O tempo faz a gente esquecer. Há pessoas que esquecem depressa. Outras apenas fingem que não se lembram mais."

{PhotoAlt}

Sempre me pego pensando em coisas que ficaram pra trás. Acho que sou feita de saudade, da cabeça aos pés... e talvez esse seja meu maior defeito!
E me sinto tão boba, porque são os momentos mais inoportunos que me fazem lembrar de ti. Todavia, já nem lembro mais dos dias longos que passei contigo. São os pequenos momentos que andam vindo à encalço.
Como o quanto eu gostava de te observar tragando teu cigarro, com aquela expressão séria. Aqueles dias que a gente ficava à toa ouvindo o toca discos, e o quanto gostávamos de ouvir Oasis, que foi o que nos levou a encontro.
Lembro das vezes que ficava irritada por nada e qualquer afago teu já me acalmava.

Sinto tua falta. Mas mais que isso, sinto raiva por ter te deixado ir embora assim.

Não se esqueça tão rápido de mim... Sabe, eu tenho esse problema de lembrar sempre. De não conseguir jogar fora tudo que me lembra você. As vezes eu queria ser como outras pessoas, que esquecem rapidamente certas coisas que um dia disseram ser importantes.
As vezes a minha vontade é de ir até a sua casa e jogar na sua cara tudo que um dia você me disse. Eu fico te olhando, e pra você... bom, pra você isso parece tão fácil! Não sei se de fato é, mas pra mim isso chega a ser quase que impossível. Sabe, essa indiferença toda. Eu sei, nós nunca conseguimos lidar com isso direito.

Ainda ouço aquele blues que me lembra você. Ainda tenho aquele rabisco que nem tive a chance de te mostrar.
Você deixou teu sorriso estampado nas paredes do meu quarto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

NO INSTAGRAM: @RUNFFE


Layout e design: Céu em Versos
CÉU EM VERSOS 2013 - 2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS