domingo, 3 de abril de 2016

O Livro da Vida - 365 Meditações Diárias, de Jiddu Krishnamurti

O Livro da Vida foi o primeiro livro que recebi em parceria com a Editora Planeta, chegou em um momento muito propício. Este livro traz reflexões de um dos maiores pensadores do nosso tempo! Jiddu Krishnamurti foi um filósofo, escritor e educador indiano. Krishnamurti falava sobre a criatividade e sobre a possibilidade de uma forma de vida totalmente nova. Este livro contém trechos sobre esses assuntos.

SINOPSE: Uma das obras mais originais de Krishnamurti, este livro contém trechos de conferências publicadas e inéditas, assim como de diálogos e ensaios que sintetizam a essência do pensamento do filósofo.
Krishnamurti acreditava que a experiência era mais importante do que a teoria e por isso a meditação seria tão fundamental. Também afirmava que o autoconhecimento era a chave para solucionar os problemas humanos e a urgente mudança social só seria possível a partir de uma transformação individual.
Divididas pelos meses do ano, pílulas diárias de reflexão permitirão uma leitura fragmentada para o entendimento prático desses e outros conceitos. Por meio das meditações, pode-se compreender o pensamento de Krishnamurti, suas visões sobre o mundo e como influenciou o pensamento filosófico.

{PhotoAlt}

O livro apresenta passagens sobre um tema para cada semana do ano, sendo cada tópico desenvolvido ao longo de sete dias. Trazendo mensagens esclarecedoras sobre energia, crença, realidade, conhecimento e vários outros temas, mostrando um modo de encarar a vida.
Essas doses diárias, oferece ao leitor a possibilidade de refletir sobre os aspectos relacionados com as mensagens.
O livro constitui um resumo de perguntas e respostas selecionadas de palestras. Entre eles, o primeiro livro de Krishnamurti A educação e o significado da vida.

"Alguma vez você permaneceu sentado silenciosamente, sem fixar sua atenção em nada, sem fazer nenhum esforço para se concentrar, mas com a mente muito quieta, realmente tranquila? Então você escutou tudo, não foi? Escutou os ruídos longínquos, e também aqueles não tão distantes, e aqueles muito próximos, os sons imediatos - o que significa que você está escutando tudo realmente. Sua mente não está confinada a um canal pequeno e estreito. Se você conseguir escutar dessa maneira, com tranquilidade, sem tensão, vai descobrir que está ocorrendo uma extraordinária mudança dentro de você, uma mudança que chega sem sua volição, sua indagação; e nessa mudança já uma grande beleza e um profundo insight".


{PhotoAlt}

Se você gosta de livros reflexivos ou anda precisando de algo assim, fica aí a mainha dica de leitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

NO INSTAGRAM: @RUNFFE


Layout e design: Céu em Versos
CÉU EM VERSOS 2013 - 2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS